MENU

Yin Zhai - Sabe o que é? João Borges, 01 de Junho de 2013

A importância do Yin Zhai
A tradução de yin zhai é "habitações yin" ou "habitações para os mortos / jazigos", sendo as habitações yang as habitações para os vivos (casas / apartamentos, etc.). Um facto que muitos desconhecem é que o feng shui dedicado aos antepassados é o feng shui original do qual resultou muito depois o feng shui tal como o conhecemos hoje. No oriente o feng shui yin é ainda muito praticado e as classes mais abastadas gastam somas consideráveis de dinheiro no local onde vão "viver" depois da morte física. Um jazigo de nível médio pode por exemplo custar cerca de €100.000, sendo €35.000 a comissão do consultor. Os jazigos mais caros, com as melhores localizações (vistas imensamente bonitas, forma exterior ótima) e designs mais sumptuosos podem alcançar somas de 7 dígitos (milhão de euros).

Princípios Básicos
Um bom jazigo tem dois aspetos fundamentais. O primeiro é encontrar a localização do "xue", ponto específico escolhido para o enterro, onde a terra tem uma energia especial. Esta é parte mais difícil e subtil. Tradicionalmente eram necessários anos de observação acompanhando o mestre monte acima e monte abaixo até se estar conveniente preparado. O desenvolvimento da forma ("escola da forma") surgiu essencialmente com o propósito de detectar estes locais. Depois do enterro, por cima do caixão constrói-se o montículo (mound) para aumentar ainda mais a energia especial desse ponto. O segundo aspecto fundamental é canalizar a energia do céu para a terra. Isso é feito através da pedra tumular que funciona como uma agulha de acupunctura no solo. Os cálculos têm que ser precisos usando o alinhamento exato da linha do hexagrama - afinidade (menos de um grau
de intervalo - 0.9375º). Há uma frase chave do feng shui clássico que diz que "o gua - hexagrama é para as casas, o yao - linha é para os jazigos". Para além do alinhamento preciso da pedra tumular, o timing em que esta é colocada em posição é também fundamental. Por isso muitas vezes, o feng shui yin é praticado a horas estranhas, como 2 da manhã.

Importância do Yin Zhai
Uma das perguntas que se coloca de imediato é a relevância da nossa morada final. Afinal de contas estamos mortos, não é? Contrariamente ao que se possa pensar, a importância fundamental do yin zhai não é para o morto em si mas para os seus descendentes. Na civilização oriental escolhemos os nossos pais. Isto é, não é obra do acaso quem são. Os nossos pais constituem a nossa ligação à energia yang do céu, tal como a terra é a ligação à energia terrestre nas plantas. Por isso uma relação saudável com pais e avós é muito importante para o nosso bem estar e os seus erros devem ser perdoados. Por vezes este é um processo muito difícil. A ligação com pais e antepassados paternos não se perde quando morrem, pelo contrário tende a intensificar-se. É normal sentirmos os nossos pais presentes na nossa vida e pensamento depois de morrerem. Se o
corpo estiver num local com bom feng shui, a influência exercida sobre os filhos tende a ser positiva. Caso contrário a influência tende a ser negativa e as pessoas definham tal como definham as plantas quando a terra não é de boa qualidade. No oriente há um ditado popular que diz "um mau médico pode matar o paciente, mas um mau consultor de feng shui pode matar a sua descendência inteira...". Sendo assim o dinheiro investido no jazigo é o presente derradeiro e permanente para a protecção e boa ventura das gerações vindouras. Problemas típicos causados por mau feng shui yin são por exemplo problemas semelhantes que afetam diversos membros da mesma família, vivendo em casas diferentes. Um problema de feng shui yin não pode ser resolvido com feng shui yang.

Cremação, Curso e Enterro da Fundação
Quando existe um problema derivado do feng shui yin, a cura é exumar as ossadas e re-enterrar num local bom. Se tal não for possível recomenda-se a cremação. Se os ossos estiverem em más condições energéticas, esta é mesmo a melhor solução. Quando se crema o corpo, perde-se o potencial de prosperidade mas evitam-se também possíveis males. Uma aplicação do feng shui yin aos ainda vivos é o "enterro da fundação", usada para aqueles ameaçados de doenças graves e fatais. Nesta prática enterra-se o Jing, o Qi e o Shen de uma pessoa. O enterro da fundação tem o potencial de prolongar a vida de uma pessoa em média 10 anos. Pode ser usada também por exemplo para ter filhos. Um curso de feng shui yin é uma viagem fascinante às raízes do feng shui, à cultura e espiritualidade chinesas. Involve tudo desde técnicas avançadas de Xuan Kong Da Gua (feng
shui dos hexagramas - I Ching), estudo de forma, construção de campas e jazigos, civiliação chinesa, costumes, rituais, etc. Num futuro breve a ENFS tem o projecto de oferecer a parte 1 deste curso como módulo avançado, sendo as partes 2 e 3 feitas respectivamente na Malásia e China com o mestre Francis Leyau Yoke Sai. Iremos por exemplo estudar os jazigos famosos dos imperadores chineses, a sua influência na duração de cada dinastia e ver o feng shui milenar in loco. Um curso de yin zhai é eminentemente prático, assistindo em casos reais. Podem ver fotografias de um dos cursos na nossa página do facebook, www.facebook.com/escolafengshui.