MENU

Portas em Feng Shui Teresa Borges de Sousa, 01 de Agosto de 2013

As portas têm uma enorme importância em Feng Shui uma vez que são ‘A BOCA’ dos espaços. É por elas que entra a energia e portanto a sua qualidade energética é determinante na qualidade energética do edifício. A porta principal é sempre a mais relevante uma vez que separa o mundo exterior do espaço interior vivenciado pelos seus utilizadores como espaço habitacional ou profissional. Nos edifícios de apartamentos ou de escritórios a porta de cada fogo ou de cada unidade é também relevante para a análise uma vez que separa os espaços comuns dos privados de uma família ou empresa. A porta das traseiras é também um elemento de interesse para o estudo, sobretudo para alguns cálculos clássicos. Presente sobretudo nas moradias e em certos apartamentos, representa o local de saída e escoamento de energia.

Em termos de FORMA, as portas principais são avaliadas tendo em conta a sua dimensão, a proporcionalidade relativamente ao edifício e o seu carácter. As portas interiores são vistas conjuntamente e também com as janelas para se avaliarem possíveis situações de fluxos rápidos de energia e as zonas com energia mais ativa, mais yang. A porta de uma casa pode também ser analisada de um ponto de vista simbólico: o material, a cor, o aspeto e o estado de conservação são chaves que permitem avaliar globalmente a vida dos habitantes. Uma porta em bom estado, bonita, a abrir e fechar sem qualquer entrave é um bom sinal para uma família. Veja dois exemplos de forma no fim desta newsletter.

Com o Luo Pan é possível medir a porta, DIREÇÂO da energia que entra no espaço, e através da planta do espaço identificar o sector (de 8) em que a mesma se situa. Em cálculos como o das Estrelas Voadoras a energia da porta é medida e enquadrada numa de 24 direções possíveis, sendo a partir daí e em conjunto com outros elementos caracterizadores do edifico desenvolvida "a carta" da casa, a qual permitirá identificar os padrões energéticos aos quais os habitantes ou utilizadores frequentes dos espaços estão sujeitos. Há quem efetue também avaliações muito detalhadas da energia que entra associando a direção da porta a um dos 64 hexagramas do I Ching e em particular a uma das suas 6 linhas, as chamadas afinidades.

Por vezes são propostas ALTERAÇÕES de cor ou pequenas variações na abertura da porta no sentido de melhorar a sua energia e consequentemente a vida dos habitantes. As portas das divisões de uma habitação são também consideradas para uma avaliação mais pormenorizada, avaliando-se a direção da mesma relativamente ao mobiliário principal dessa divisão. As portas permitem pois numerosas abordagens, cuidemos delas e permitamos que por elas entre uma energia próspera e dinamizadora das nossas vidas!