MENU

Os Objetos da Nossa Vida Teresa Borges de Sousa, 01 de Julho de 2015

Tudo o que existe no nosso mundo é energia materializada, incluindo nós próprios. Distinguimos depois os objectos inanimados dos seres com vida, mas na realidade sem que tenham uma vida no sentido habitual da palavra, todos os objectos têm uma alma e uma energia em mutação.

Em particular, o nosso prédio é um ser com características próprias, tal como o é o apartamento em que vivemos e todos os objectos que possuímos. As características da nossa casa e o que escolhemos lá ter influenciam decisivamente a nossa vida, muitas vezes sem termos consciência disso.

Temos uma ligação energética mais ou menos forte com os nossos pertences e essa ligação deverá, em última análise alimentar e fortalecer a nossa própria energia. Enquanto que temos facilidade em rodearmo-nos de pessoas de quem gostamos e que nos querem bem, por vezes insistimos em manter em casa peças que nos remetem para um tempo passado nem sempre feliz, ou que nos ofereceram mas das quais não gostamos. Podem já não ter qualquer utilidade prática mas por diversos motivos mantém-se nas prateleiras e vão contribuindo para alguma desorganização.

Porque não escolhermos só as peças de que gostamos para nos rodearmos? E porque não tratarmos todas elas com carinho e atenção ficando atentos às suas necessidades? Sim, os nossos objectos gostam de estar limpos e gostam de ter um espaço adequado para estarem, não apreciam estar encafuados eternamente no fundo do armário sem que nos lembremos que eles existem.

Aprender a comunicar com os objectos é um desafio que se alcança rapidamente e com alguma prática. Pegue em cada um e sinta (ouça, veja) o que ele tem para lhe dizer, o que ele conta sobre a sua história e sobre a relação que tem consigo e depois decida se o quer manter. Se sim, comprometa-se a atribuir-lhe um espaço próprio, a trata-lo bem e a visitá-lo com alguma frequência. Se não o mantiver fique grato pelo papel que ele teve na sua vida e disponha-se a dá-lo ou a deitá-lo fora.

Uma boa selecção do que o rodeia em sua casa e posteriormente a respectiva arrumação pode mudar a sua vida. Está preparado?