MENU

Feng Shui como ferramenta de desenvolvimento pessoal Paula Alexandra Oliveira, 24 de Setembro de 2019

A arte do Feng Shui não é uma forma de design de interiores nem pretende postular uma vivência habitacional que promova a ilusão de que, se não vivermos em vivendas muito arrumadas, bem decoradas e chiques nunca seremos felizes! Ela promove, isso sim, uma mudança de comportamento interno e um alinhamento de perspetiva que promove a ação que vem do coração. Não decoração!
 
Como consultora profissional da arte do Feng shui e, principalmente como coordenadora da Escola Nacional de Feng Shui sou muitas vezes confrontada no decorrer da minha atividade profissional com pedidos de informação sobre consultas ou a prática e aprendizagem desta arte que demonstram o longo caminho que, ainda , temos de percorrer para clarificar na mente dos que nos procuram sobre que é isto afinal do Feng Shui.
Para uns é uma das muitas chinesices que, de vez em quando saltam do oriente para o ocidente para entreter a mente ocidental que aprecia muito estas coisas das “terapias holísticas” e têm muita “curiosidade”; para outros, tem a ver com decoração e como colocar a casa muito bonita e arranjadinha. Outros, sentem um “chamamento”. Não sabem o que é, têm muitas dúvidas, mas, ainda assim, dão o salto no desconhecido. Uns chegam-nos cheios de informação, outros cheios de entrega e desejo de mudança!
No outro dia uma das nossas queridas alunas, a Lara Vieira, hoje já consultora profissional e que faz um trabalho muito interessante de união da arte do Feng Shui com as ferramentas do Coaching, fez um trocadilho muito interessante sobre esta prática e que passo a citar: Feng Shui is not about decoration, Feng Shui is about the core action in your lives;
Traduzindo de forma livre a frase diz: Feng Shui não é sobre decoração; Feng Shui é sobre a ação principal nas nossas vidas. A expressão resulta melhor em inglês, mas ela inspirou-me mesmo na nossa língua mãe a reflexão que partilho convosco agora que nos preparamos para abrir mais um curso elementar de Feng Shui, como temos feito de forma contínua desde 1997 e, agora também no norte.
A arte do Feng Shui não é uma forma de design de interiores nem pretende postular uma vivência habitacional que promova a ilusão de que, se não vivermos em vivendas muito arrumadas, bem decoradas e chiques nunca seremos felizes! Ela promove, isso sim, uma mudança de comportamento interno e um alinhamento de perspetiva que promove a ação que vem do coração. Não decoração!
Há uma história muito interessante sobre uma atriz americana chamada Pórcia Nelson, ela entrou em filmes como a “música no coração” e, certa vez pediram-lhe num seminário que escrevesse a sua autobiografia em cinco pequenos capítulos. Partilho aqui o que ela escreveu:
Capítulo I
Caminho na estrada. Há um buraco no meio do caminho. Eu caio dentro. Não é culpa minha. Demora imenso tempo a sair.
Capítulo II
Caminho na estrada. Há um outro buraco no meio do caminho. Finjo não ver e caio dentro novamente. Nem acredito que estou no mesmo lugar, mas não é culpa minha. Continua a ser muito difícil sair.
Capítulo III
Caminho pela mesma estrada e, de novo encontro um buraco no caminho. Eu vejo-o claramente e, ainda assim caio nele. É um hábito. Os meus olhos estão abertos, eu sei onde estou. Percebo que é minha a responsabilidade e saio imediatamente.
Capítulo IV
Eu caminho pela mesma estrada. Vejo um buraco no caminho. Eu contorno-o imediatamente.
Capítulo V
Eu caminho por outra estrada.
Esta foi a forma que ela encontrou para contar a sua história, mas é a minha história também e é a história de muitos de nós na estrada da nossa vida onde todos nós temos a escolha de nos responsabilizarmos por compreender os hábitos que nos fazem cair sempre nos mesmos buracos.  É a história da tomada de consciência de que é possível manifestarmos uma realidade diferente nas nossas vidas. Uma realidade que permite a manifestação dos desejos do nosso coração e de sermos capazes de trilhar um caminho diferente.
Conhecer sobre a arte do Feng Shui na perspetiva que propomos no nosso curso elementar de desenvolvimento pessoal que acontece em Lisboa e Matosinhos é dar vento e movimento a uma ação alinhada com o coração e a mente.
Neste curso facilitamos conhecimento sobre metafísica chinesa que nos ensina sobre as leis da vida e como tudo flui quando deixamos de lutar contra a corrente e compreendemos que a vida acontece em ciclos; promovemos um encontro com as mensagens que os espaços que ocupamos têm para nos dar e ensinamos a harmonizar esse espaço exterior com o espaço interior de cada um numa perspetiva mais holística com ferramentas de Feng Shui intuitivo que trabalha a mente e as emoções e damos inicio ao estudo dos clássicos e do tema das “estrelas voadoras”.  Este método ajuda-nos a conhecer o potencial de “sorte da terra” que a nossa habitação nos permite viver, ou seja, qual é o potencial de saúde e prosperidade que ela promove. Damos a conhecer uma das ferramentas mais alinhadas de reconhecimento da nossa matriz energética, o Ki das 9 Estrelas que nos ajuda a reconhecer o nosso ritmo e quais os padrões e as máscaras que precisamos de libertar para evoluir. Temos também integrado temas como a geobiologia que nos ensina sobre as patologias dos espaços onde vivemos. E, principalmente temos na escola nacional de Feng Shui, união com o nosso propósito de promover da melhor forma esta paixão que nos une a todos. Conhecer e aprender jamais têm o propósito de controlar, antes permite navegar com o mínimo de esforço e o máximo de eficácia que, cada um tiver a capacidade de promover nas suas vidas.
Nas palavras de Confúcio “Não podes mudar o vento, mas podes ajustar as velas do barco para chegares aonde queres!”
Deixe-se inspirar pela mensagem do Vento e da Água!