MENU

Bagua Mónica Araújo, 30 de Junho de 2016

Sabia que o Bagua funciona como uma espécie de mapa que nos ajuda a identificar e interpretar as diferentes áreas na nossa vida através das nossas casas?

Pois bem, segundo a lenda, há 5 mil anos atrás surgiu na antiga China um quadrado inscrito no casco de uma tartaruga com uma determinada sequência numérica, o que na época foi interpretado como sendo uma revelação da geometria sagrada do universo. E acredite-se ou não em lendas, a verdade é que a soma de cada linha deste quadrado dá sempre 15, o que lhe confere um carácter poderoso e místico e daí ter passado a ser usado como amuleto, ficando conhecido como o Quadrado Mágico.

Com base nesta sequência numérica do Quadrado Mágico surge então o Bagua, que significa literalmente 8 (Ba) Trigramas (Gua). Ao longo dos tempos este foi adquirindo alguma complexidade e diferentes camadas de informação com o aprofundamento dos estudos sobre a fascinante arte do Feng Shui e as suas diferentes abordagens. O Bagua está dividido em 8 Guas e cada Gua tem características energéticas diferentes, que por sua vez estão associadas a pontos cardeais nos indicam os diferentes sectores correspondentes a áreas de vida, transformações, órgãos e partes do corpo, membros da família, emoções, formas, materiais ou cores.

Quando colocado sobre a planta de uma casa o Bagua funciona então como uma espécie de mapa que nos ajuda a localizar nas nossas casas os diferentes sectores e assim a interpretar o que estas revelam sobre nós pela observação das divisões, da forma como as vivenciamos e também através dos “sintomas” que nos revelam. Gostaria ainda de referir que o Bagua pode ser aplicado sobre a planta de uma casa segundo dois tipos de métodos, e ambos são válidos conforme a abordagem de Feng Shui em questão.

Por um lado temos o Bagua aplicado segundo o método dos quadrados, habitualmente usado numa vertente mais intuitiva ou simbólica, mas que também pode ser usado na vertente clássica. Por outro lado o Bagua aplicado sobre o método dos ângulos, que é mais usado em Feng Shui clássico, e que tem como base medições rigorosas de acordo com o Norte magnético.

Mónica Araújo, Design e Feng Shui