PT EN

MENU

O que é?

Com origem na China há pelo menos três mil anos, a arte do Feng Shui significa literalmente "vento e água". Esta arte estuda a influência do espaço no nosso bem-estar e a forma como os locais onde vivemos e trabalhamos se refletem no modo como nos sentimos.

As suas bases estão enraizadas na cosmologia oriental e no princípio único das duas forças antagónicas do céu e da terra: yin e yang. Através do conhecimento de como a energia ki flui pelo espaço circundante, poderemos analisar excessos e estagnações desta mesma energia vital e a sua interação com o campo energético dos seres humanos. Depois de feitas as necessárias correções, é possível solucionar ou melhorar problemas emocionais, financeiros, profissionais e de saúde. O simples facto de se alterar a cor de uma parede, reordenar a disposição da mobília ou colocar plantas naturais numa determinada posição, poderá melhorar substancialmente a condição energética da nossa habitação e, consequentemente, de nós próprios.

Na sociedade moderna ocidental, o Feng Shui está rapidamente a tornar-se uma alternativa válida para um cada vez maior número de pessoas, dadas as mudanças reais que imprime nas suas vidas. As aplicações práticas nas áreas do design de interiores/exteriores, arquitetura, desenho de jardins e urbanismo, são cada vez mais procuradas tanto por particulares, como por empresas. Terapeutas, arquitetos, engenheiros e designers poderão também obter uma valorização profissional cada vez mais solicitada para a resolução de problemas do seu dia-a-dia.

Existem presentemente duas formas de feng shui. O feng shui clássico, tradicional e o feng shui contemporâneo criado nos últimos 30 anos a partir da fusão com outras culturas. O currículo da ENFS aborda ambas de forma equilibrada.